Se economizar parte do orçamento não parece uma tarefa fácil nem para muita gente amadurecida, para os jovens então esta é uma tarefa hercúlea. Mas que vale muito a pena.

Com a aposentadoria ainda há algumas décadas de distância, o encontro entre o presente e futuro soa como um tempo sem fim, e é muito comum que os jovens achem que guardar dinheiro agora não vai fazer muita diferença no futuro. São muitas tentações: viagens, roupas, baladas…

Mas a verdade é inabalável e matematicamente comprovada: quanto antes você começa, mais cedo você colhe os frutos. E não estamos falando de pouca coisa não! Fazendo da economia e planejamento financeiro um hábito constante, só não fica milionário quem não quer.

O segredo de poupar na juventude não está diretamente ligado a quanto se poupa, mas com que frequência se faz. A consistência é a chave do sucesso.

Natasha Rocha, da Natasha Rocha Consultoria Financeira e Tributária, aconselha que o jovem poupador comece com pouco e mantenha o foco. Com o fator tempo a seu favor, os juros compostos sobre o montante poupado vai literalmente crescer o bolo exponencialmente. Leve este exemplo em consideração: Se aos 25 anos de idade o jovem começa poupando US$9 por dia, ao atingir a aposentadoria pode-se considerar um milionário.

Filhos de brasileiros residentes no exterior já sabem desde cedo que a vida é feita de escolhas. O prospecto de ter no futuro um alto montante a sua espera pode ser a mola propulsora da motivação. E convenhamos que poupar US$9 ao dia não soa uma temeridade. Fazendo do ato um hábito, a cada dia ele se fortalece e torna-se um prazer e não mais um grande esforço. E de quebra, o próprio estilo de vida vê drásticas melhoras: você torna-se mais cauteloso com o que vai comer, selecionando melhor e planejando as refeições, vai beber menos porque álcool é caro e dispensável, vai preferir o transporte público e bicicleta ao carro, vai frequentar lugares mais convidativos como praias e parques… enfim, consumo sustentável para uma vida sustentável.

www.natasharocha.com